fbpx

Tudo que você precisa saber sobre o CECO

Você sabia que as cooperativas de crédito têm um conselho formado por lideranças do setor que trabalha para fazer um cooperativismo financeiro cada vez mais forte? Trata-se do  CECO – Conselho Consultivo Nacional do Ramo Crédito, que faz parte dos conselhos especializados da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). E a Confebras está lá, junto com líderes dos principais sistemas do cooperativismo de crédito, ajudando a definir as melhores estratégias para a defesa das demandas do setor junto aos Três Poderes, nas esferas federal, estadual e municipal.      

O objetivo do CECO é contribuir para o desenvolvimento do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC), olhando para as particularidades, os diferenciais e o potencial de crescimento do cooperativismo de crédito. O Conselho conta com a participação de representantes do Sicredi, Sicoob, Cresol e Unicred, além da Confebras, que responde hoje pela coordenação do grupo. O presidente da Confederação Brasileira das Cooperativas de Crédito, Moacir Krambeck, assumiu o cargo no dia 29 de abril, ficando à frente do CECO por dois anos, de 2022 a 2024.      

Mais crescimento para o cooperativismo de crédito

O que o CECO quer é ver as cooperativas de crédito ampliando a sua participação no Sistema Financeiro Nacional, inclusive no ambiente digital. A ideia é assim garantir para um número cada vez maior de brasileiros o acesso a produtos e serviços financeiros com inovação, tecnologia, competitividade e atendimento diferenciado.    

Para isso, o Conselho tem atuado em diferentes frentes, como a modernização da Lei das Cooperativas de Crédito (LC 130/2009), trabalhando pela aprovação do Projeto de Lei Complementar (PLP 27/2020) no Congresso Nacional. A mobilização nacional pela definição do Ato Cooperativo na Reforma Tributária, contemplando as particularidades do modelo de negócio cooperativo, é outro ponto de destaque. A intenção, com isso, é garantir justiça tributária. Ações de intercooperação, para promover ainda mais sinergia entre os sistemas cooperativos, é mais uma das frentes de trabalho. Tudo isso em constante diálogo com a OCB, a Frente Parlamentar Cooperativismo (Frencoop) e entidades, como o Banco Central do Brasil.  

Em seu discurso de posse, o presidente da Confebras, que também coordena o Comitê de Intercooperação do CECO, frisou a intenção de dar continuidade aos projetos de sucesso da gestão anterior, deixando clara a prioridade para a aprovação do PLP 27, já aprovado na Câmara dos Deputados: “Somos um país com 230 milhões de brasileiros e 17 milhões de cooperativistas. Tenho certeza de que podemos avançar muito nesses números. O primeiro passo é a aprovação no Senado do PLP 27, que foi elaborado em conjunto pela OCB e Banco Central, e já aprovado pela Câmara por unanimidade. Esperamos que isso aconteça ainda neste ano”, ressaltou Moacir Krambeck. O projeto aguarda agora votação no Senado Federal. 

Sobre a OCB

A OCB é a entidade que representa os interesses das cooperativas brasileiras, de todos os sete ramos do cooperativismo, inclusive o Ramo Crédito. E todas essas cooperativas, juntas, reúnem mais de 17 milhões de cooperados, em todas as regiões do país, sendo grande parte deles do cooperativismo de crédito. 

Facebook
Twitter
LinkedIn

O que você achou desse conteúdo?

Receba nosso conteúdo por e-mail

Confira, em primeira mão, todas as novidades, notícias e informações sobre o universo do cooperativismo.
©CONFEBRAS | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS