fbpx

Sustentabilidade no mercado financeiro: recomendações e oportunidades

Temáticas atuais para todo o mercado nacional e internacional, acompanhadas de perto também pelas instituições financeiras. Olhar para a Pauta ESG, para questões ambientais, sociais e de governança, passa a ser prioridade para todo o tipo de empresa e organização. E nesse sentido, estão, claro, as cooperativas de crédito brasileiras. Não basta pensar unicamente em resultados, é preciso olhar para o retorno dos negócios cuidando ao mesmo tempo da sustentabilidade dos recursos naturais, contribuindo para a inclusão e a igualdade de oportunidades. Fazer isso utilizando estruturas de governança que também sejam inclusivas e estimulem a cooperação e a construção conjunta. Uma exigência da sociedade, dos consumidores e do próprio mercado. 

E a Confebras quer estimular o pensamento sobre essas questões e fomentar ações com esse propósito, por isso organizou uma série de lives trazendo conteúdos sobre ESG entre 17 e 20 de outubro, no seu canal do YouTube: a Jornada ProsperaCoop. Uma celebração especial ao Dia Internacional do Cooperativismo de Crédito – DICC. Quem abriu esses encontros foi Silvio Carlos Arduini, assessor do Departamento de Regulação, Supervisão e Controle das Operações do Crédito e do Proagro do Banco Central (Derop/BC). Falando sobre sustentabilidade no mercado financeiro, Arduini destacou as atividades do BC no estímulo ao tema, apresentando aos presentes o projeto Bureau de Crédito Rural Sustentável.

Confira no post de hoje os destaques da primeira live da Jornada ProsperaCoop, além de tudo que você precisa saber sobre essa novidade do Departamento de Crédito Rural do Banco Central do Brasil! 

 

O Banco Central e a sustentabilidade

Silvio começou sua fala contextualizando a atuação do BC na esfera da sustentabilidade. Afinal de contas, a missão principal do Banco Central é a de garantir a estabilidade de preços no país, zelando pela eficiência do sistema financeiro, suavizando as flutuações da atividade econômica e fomentando o pleno emprego. E para fazer isso, é fundamental olhar também para outras frentes que possam interferir de alguma maneira no mercado financeiro, e certamente a Agenda ESG, com sustentabilidade e gestão ambiental, está entre essas frentes e deve ser incluída na programação do órgão regulador e das instituições financeiras.  

Arduini nos mostra que não só no Brasil, mas no mundo, instituições financeiras foram convocadas a tomar para si parte da responsabilidade pelos possíveis impactos socioambientais que possam ser gerados a partir do seu trabalho. Em um exemplo simples, nosso convidado mostrou que choques climáticos e ambientais podem impactar a missão dos bancos centrais, e consequentemente do mercado financeiro, já que interferem na produção agrícola e, consequentemente, nos preços para o consumidor.

Entendendo isso e comprometido com seu papel de garantir a estabilidade financeira da economia do Brasil, o Banco Central normatizou a forma de responsabilizar e combater os riscos sociais, ambientais e climáticos por parte das instituições financeiras. 

 

Sistema de Operações do Crédito Rural do Proagro – SICOR

O Sicor, sistema que concentra todas as informações sobre o crédito rural no país, foi criado pelo BC para registrar, validar e autorizar a liberação do crédito para o produtor rural. Em operação desde 1983, inicialmente com o nome Recor (Registro Comum de Operações Rurais), o sistema foi remodelado e rebatizado em 2013, tornando-se o Sicor que conhecemos hoje, com validação instantânea de dados e disponibilização das coordenadas geodésicas.

Com a evolução, por um lado, da digitalização do sistema financeiro e do tratamento de dados, em especial com o sucesso do Open Banking, e do outro, com a importância cada vez maior das discussões sociais e ambientais, o Banco Central passou a trabalhar em uma nova atualização do Sistema de Operações do Crédito Rural do Proagro. Dessa vez com funcionalidades que permitissem registrar operações, validar dados, checar sobreposição de coordenadas geodésicas, mas também ampliassem o rol de verificações em âmbitos sociais e ambientais, garantindo ainda mais conformidade legal do histórico do produtor rural que solicita o crédito.    

 

Bureau: uma nova era de sustentabilidade no sistema financeiro do Brasil

Considerado um novo passo do crédito rural no Brasil em direção a uma produção cada vez mais sustentável, o Bureau de Crédito Rural Sustentável amplia o escopo de atuação e análise do Sicor. Além de uma verificação de conformidade técnica e geodésica, a proposta é fazer, ao mesmo tempo, um cruzamento de dados com diversas outras instituições, garantindo a checagem de impedimentos legais, sugerindo ações de supervisão quando necessário e ainda dando acesso a documentos importantes, como outorga de água e certificação sustentável, entre vários outros.

Uma parceria com organizações como o Ministério da Justiça, que fornece imagens de satélite de alta resolução, o Incra, que avalia terras de reforma agrária e áreas quilombolas, a Funai, responsável pelas terras indígenas, o ICMBio e o Ibama, de olho nas áreas de conservação e áreas embargadas, a ANA, que realiza outorga das águas, e o Serviço Florestal Brasileiro, que fornece informações como o número do CAR e dados de reserva legal e áreas de preservação permanente (APPs). 

A ideia é que, com esse grande cruzamento de dados feito pelo Bureau de Crédito Rural Sustentável, as  instituições financeiras tenham a segurança necessária para liberar o crédito àqueles produtores comprometidos com práticas sociais e ambientais de alto nível, contribuindo para a aplicação de estratégias ESG Brasil afora. Uma ferramenta e tanto para ser utilizada pelas cooperativas de crédito no complemento à análise e liberação de recursos para impulsionar a produção dos cooperados produtores e contribuir, simultaneamente, para a sustentabilidade de diversas formas. Tudo isso com a segurança e inovação do Open Finance, e a evolução do Open Banking, que agrega ainda mais dados financeiros, sempre com autorização do cliente para utilização, e compartilhando esss informações com outras instituições. 

Quer saber mais sobre como acessar o Sistema de Operações do Crédito Rural do Proagro, consultar informações financeiras referentes a negócios agrícolas? Assista à live completa deste conteúdo, disponível aqui

 

O ProsperaCoop

Composto por workshops, palestras, lives, pílulas de conhecimento, curso EAD, material didático e até uma premiação no maior Congresso Brasileiro do Cooperativismo de Crédito da América Latina, o ProsperaCoop é um programa desenhado pela Confebras para fomentar discussões sobre o tema ESG e práticas com esse foco dentro das cooperativas de crédito. A Jornada ProsperaCoop é uma das ações desse projeto, que ainda conta com muitas outras oportunidades de capacitação para cooperados e cooperativas! Acompanhe as nossas redes sociais e fique sempre por dentro das novidades. E, para saber mais sobre o ProsperaCoop, clique aqui!

Para assistir às lives da Jornada ProsperaCoop é só acessar o nosso canal do YouTube.

Facebook
Twitter
LinkedIn

O que você achou desse conteúdo?

Receba nosso conteúdo por e-mail

Confira, em primeira mão, todas as novidades, notícias e informações sobre o universo do cooperativismo.
©CONFEBRAS | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS