fbpx

Auditoria e gestão de riscos em destaque no Intercâmbio Confebras

Exemplo do cooperativismo de crédito alemão foi compartilhado com cooperativistas brasileiros

As cooperativas de crédito alemãs são referência em auditoria e gestão de riscos, e hoje respondem por cerca de 30% do mercado financeiro no país. Tanto é assim que os temas também estiverem em destaque durante visita técnica de lideranças cooperativistas do Sicoob Unicentro BR na região de Montabaur, pelo Programa de Intercâmbio e Estudos Cooperativistas da Confebras – Confederação Brasileira das Cooperativas de Crédito.

O grupo passou uma semana na Alemanha com uma programação intensa, incluindo visita à sede da Federação Nacional dos Bancos Cooperativos (BVR), onde boas práticas realizadas pela BVR foram compartilhadas com os cooperativistas brasileiros. A rede financeira cooperativa alemã fechou o ano de 2021 com indicadores expressivos, como 985 bilhões de euros na captação de depósitos e 944 bilhões de euros na carteira de crédito. Os principais bancos cooperativos atuantes no país são o Banco Volksbank e o Raiffaisenbank.

Auditoria – Também existe na Alemanha uma rede de instituições cooperativas com foco específico em auditoria e que cuida desse processo nas cooperativas do país. São quatro federações regionais e duas especializadas, respondendo pela auditoria externa (independente) obrigatória das cooperativas filiadas. Elas também fazem consultoria regional para os bancos cooperativos, olhando para questões jurídicas, tributárias/fiscais, em relação à formação profissional inicial e continuada. E mais, ainda representam os interesses econômicos e políticos dos bancos filiados regionalmente.

BVR – Já a federação nacional, tem os seguintes papeis dentro do sistema financeiro cooperativo alemão: organização de cúpula das instituições de crédito cooperativas; representação dos interesses da rede financeira cooperativa nacional e internacionalmente; desenvolvimento e coordenação de estratégias comuns ao grupo de bancos representado; assessoria às cooperativas filiadas sobre demandas jurídicas, tributárias/fiscais e econômico-financeiras. E para fechar esse leque de serviços, a missão de manter o sistema de proteção cooperativista ativo.

Facebook
Twitter
LinkedIn

O que você achou desse conteúdo?

Receba nosso conteúdo por e-mail

Confira, em primeira mão, todas as novidades, notícias e informações sobre o universo do cooperativismo.
©CONFEBRAS | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS